Você possivelmente estava procurando no Movies-Net.com para o Netflix USA?

Mascots

Documentários, 2016, 95 minutos
Mascots
Nesta comédia de Christopher Guest, os participantes do concurso de Melhor Mascote do Mundo vestem suas fantasias e assumem seus personagens. Cabeças vão rolar!
O documentários Mascots é uma produção original da Netflix produzido em 2016 e dura 95 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos. Mascots está disponível na Netflix em qualidade Ultra HD / 4K contanto que tenha a subscrição correta. Este documentários é Sarcásticos, Espirituosos, Pouco convencionais, Irreverentes.
HDUHD 4KHDRDOLBY VISIONDOLBY SURROUNDDOLBY ATMOS

Mascots no IMDB

Score: 5,7 do 10

Mascots is a movie starring Zach Woods, Wayne Wilderson, and Sarah Baker. A look into the world of competitive mascots.

Atores em Mascots

Realizador

Áudio e legendas

Áudio: alemão;italiano;japonês;inglês - descrição do áudio;português
Legendas: português;inglês;alemão;italiano;holandês;japonês

Mais como Mascots

A avaliação apresentada ao lado do título é baseada nas avaliações médias no Netflix, Moviemeter e IMDB, e é um número entre 0 e 5.

Novos lançamentos via e-mail?

Receba um e-mail semanal com todos os novos filmes e séries que o Netflix lançou nessa semana.

Clique aqui para se registar gratuitamente.

Minas do Hóquei
As jogadoras de uma equipe feminina de hóquei sobre patins buscam a vitória e tentam conciliar escola, família e paqueras.
Between Two Ferns: O Filme
Com perguntas constrangedoras e sem nenhuma vergonha, Zach Galifianakis pega a estrada e entrevista celebridades para seu programa de orçamento zero.
4 Contra o Apocalipse
Um órfão de 13 anos se junta aos amigos para sobreviver ao apocalipse depois que sua cidade é invadida por monstros e zumbis.
Crush à Altura
Após anos lamentando ser tão alta, a adolescente Jodi decide superar suas inseguranças e acaba envolvida em um triângulo amoroso na escola.
Bill Burr: Paper Tiger
No contundente especial filmado em Londres, Bill Burr solta o verbo sobre vitimismo, feminismo masculino, apropriação cultural, sexo cibernético e muito mais.